Políticas Públicas
10.10.2017 CE
Mulheres e jovens do campo discutem políticas públicas como direito

Voltar


A formação envolveu debates sobre a luta de mulheres como Margarida Alves e Maria da Penha, por direitos | Foto: comunicação Cetra

O que são políticas públicas? Para que e por que existem? A participação popular é importante? É para refletir e debater sobre perguntas como essas que o projeto Políticas Públicas como Direitos vem realizando processos de formação sobre políticas públicas junto a a agricultores e agricultoras familiares no território de Sobral, no Ceará.

A terceira etapa de oficinas do projeto Políticas Públicas como Direitos vem sendo realizada a partir de oficinas específicas para a juventude e mulheres. Além da participação, e da temática específica, jovens e mulheres são também quem contribuem com a facilitação das atividades. A ideia é que a partir das experiências e vivências específicas as oficinas possam estimular e facilitar a participação de mulheres e da juventude.

Entre os dias 21 e 22 de setembro foi a vez de Massapê receber a oficina sobre gênero. A partir de diálogos em torno da história de mulheres como Margarida Alves e Maria da Penha as participantes da oficina se envolveram e se identificaram com as lutas e bandeiras das quais Margarida e Maria fazem parte. Nos dias 23 e 24 foi a vez da oficina sobre juventude no Quilombo do Batoque. Cerca de 20 jovens participaram e a dicussão sobre juventude, etnia e raça foi facilitada a partir de muita arte e alegria. Na conclusão da oficina, juntamente com a apresentação dos jovens, foram apresentados vários cartazes que diziam da alegria e orgulho de serem negras e negros.

Entre os dias 26 e 27 de setembro foi a vez de Sobral receber oficina sobre gênero. A oficina, realizada no Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais (STTR), teve uma rica partilha de saberes a partir de mulheres empoderadas e conscientes que faziam parte do grupo. Nos dias 30 de setembro e 1º de outubro foi a vez da comunidade Córrego de Cima, no município de Senador Sá, debater sobre juventude do campo. Estavam presentes juventudes das comunidades rurais do município de senador Sá como Assentamento Buri, Lagoa Cumprida, Suçuarana, Córrego de Cima, Córrego de baixo, entre outras.

Para a jovem agricultora Francisca Sousa, de 25 anos, também conhecida como Diana, a "oficina foi importante para adquirimos conhecimento sobre políticas públicas e principalmente para jovens que não sabiam o que era. Daqui levo conhecimento, trocas de experiências e adorei conhecer a comunidade de Córrego de Cima". Já para o estudante do IFCE de Sobral, Miguel Machado, de 20 anos, "a oficina foi importante porque teve interação social com jovens de outras comunidades, podemos conhecer formas de produção de artesanato, conhecer as políticas públicas. É importante o jovem saber seus direitos e que consiga outros horizontes para melhorar seu futuro".

O projeto Políticas Públicas como Direito é uma realização do Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador (CETRA), com apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e parceria do projeto Paulo Freire, Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário​.