Acervo - O Candeeiro
Coco de roda: cultura mantida pelo grupo do mestre "zé mendes"
CE - COMTACTE - Cultura -

Na comunidade de majorlândia em aracati ceará a dança do coco de roda permanece viva graças a motivação da família do mestre zé mendes, lavrador, artesão e artista popular o mestre zé mendes conheceu o coco de roda no povoado de canoa quebrada e logo envolveu toda a família nesta contagiante dança.

Ler mais


A agricultura conectando o passado e o presente na vida da família de Lita e Luiz
PB - SPM NE - Acesso à Água -

Hoje iremos conhecer a trajetória de sofrimento e luta, mas também de muita determinação e conquistas da agricultora experimentadora Lita, Luzia Bezerra da Silva, de 59 anos, e o seu esposo Luiz Ernesto, 58. Foi na comunidade Serra Velha, localizada a 12 km da sede do município de Itatuba/PB, onde tudo começou e onde atualmente moram.

Ler mais


Agricultura Familiar: alimentação saudável e geração de renda no agreste paraibano
PB - SPM NE - Acesso à Água -

A agricultora Maria das Neves Araújo de Mel o, mais conhecida como Dona Nevinha, tem 75 anos de idade, nasceu na comunidade Oliveiro em Itatuba/PB. Após seu casamento foi morar no sítio R i a chão do Araújo, no mesmo município. Seu esposo Antônio Alexandre de Melo, com quem teve três filhos, foi ass assinado em 1973, por engano, com apenas 33 anos de idade, tendo tão pouco tempo de casados.

Ler mais


FAMÍLIA ARAÚJO: EXEMPLO DE RESISTÊNCIA NO SEMIÁRIDO
PE - COOPAGEL - Acesso à Água -

NO SITIO CAFE, MUNICÍPIO DE IBIMIRIM, VIVE A FAMÍLIA ARAÚJO. O CASAL MANOEL LEBRE E DONA FRANCISCA A 26 ANOS VIVE NO LOCAL. GRAÇAS AS ALTERNATIVAS DE CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO ELES CRIARAM SEIS FILHOS E FALAM COM AMOR DA SUA TERRA.

Ler mais


resistência que se concretiza através da arte e da união
PE - COOPAGEL - Acesso à Água -

No município de Ibimirim, vive o povo Kambiwá. Corresponde a uma área de 31.495 hectares, sendo considerado o maior território indígena em Pernambuco em extensão, e possui cerca de seis mil indígenas. Essa trajetória marcada pela subserviência aos fazendeiros da região, violência, desapropriação dos posseiros, conflitos e resistência são narradas em uma peça teatral encenada por jovens da localidade.

Ler mais


Filtre as publicações

Isso facilitará a sua busca